Curso Mini-MBA. Inscreva-se Aqui.
Curso Mini-MBA. Inscreva-se Aqui.
Próxima Página Próxima Página
Tag

sucesso

Browsing

O sucesso, entendido como aquilo que cada indivíduo mais valoriza, é sempre aquilo que procuramos na vida. Alguns de nós conseguimos identificá-lo de uma forma clara, outros nem por isso. Mas há sempre algo que valorizamos e de que andamos a correr atrás. E às vezes é preciso fé! Todas as pessoas querem chegar ao cume da sua montanha, mas nem todas têm a força de vontade para fazer a escalada até lá. Todas querem atingir o seu sucesso, mas muito poucas são aquelas que estão disponíveis para fazer o esforço necessário. O sucesso dá trabalho. Para nos tornarmos especialistas em determinada tarefa são precisas muitas horas de treino e de estudo. É óbvio que ter algum jeito natural para essa função também ajuda, mas nenhum génio o é sem esforço. Será que o Cristiano Ronaldo conseguiria ser o que é hoje, sem as horas de treino que tem? Como…

A resistência à mudança pode travar o crescimento. Na minha experiência em coaching empresarial, interajo diariamente com inúmeros empresários, de várias idades, múltiplas indústrias, com experiências profissionais diversificadas e com comportamentos muito díspares. Neste contexto conheci alguns empresários de muito sucesso que mantém a humildade de querer aprender sempre mais, disponíveis para evoluir constantemente e totalmente abertos a novas experiências. Por outro lado, conheci também um grupo numeroso de empresários que, tendo tido muito sucesso no passado, se encostam a essas experiências ganhadoras para permanecerem na sua zona de conforto, acreditando fortemente que aquilo que lhes trouxe o sucesso no passado, lhes irá certamente manter o sucesso no presente e no futuro. Essa perspectiva não seria tão desastrosa se o mercado não estivesse em constante evolução. Essas mudanças implicam que as soluções encontradas no passado, já não servem o mercado hoje em dia da melhor forma e que, no futuro,…

Há muita coisa que acontece que nós simplesmente não controlamos. Muitas coisas são totalmente condicionadas por fatores externos, em que nós não temos qualquer influência. Por exemplo, se está a chover ou a fazer sol, se está calor ou frio, se é verão ou inverno, se o semáforo está verde ou vermelho, se está trânsito ou não, se o meu colega do lado teve um boa noite de sono ou não, etc. Mas há uma coisa que eu consigo sempre controlar e nunca me posso esquecer disso: eu posso controlar a minha reação a estes factos. Se estiver a chover eu posso levar o guarda-chuva. Se for inverno eu posso levar mais um casaco. Posso sair de casa mais cedo para que, mesmo que apanhe trânsito, chegue ao meu destino a horas. No entanto, há pessoas que são eternas vítimas e que se estão constantemente a queixar daquilo que lhes acontece.…

Como ser um empreendedor de sucesso, mesmo antes de ter uma empresa? Os grandes casos de sucesso empresarial normalmente não amadurecem com o tempo. Começam logo dessa forma. Porque as pessoas que os fundam têm geralmente uma perspetiva empreendedora completamente diferente da tradicional sobre os negócios e de como estes devem funcionar. É essa sua perspectiva que faz a diferença nos seus resultados. Estes empresários usualmente têm uma visão clara de como deve funcionar a sua empresa quando estiver “pronta”. Sabem também como atuará a empresa na altura em que a dimensão prevista for atingida, e têm consciência de que, se não agirem dessa forma desde o primeiro dia, nunca irão lá chegar. O presente é moldado de acordo com a visão do futuro. Isto revela uma compreensão clara do que é necessário para montar um grande negócio. Não é o produto, o serviço, nem mesmo o trabalho que são…

Ao longo dos tempos a liderança foi assumindo novos contornos. Aquilo que hoje é aceite pelas equipas já não é igual àquilo que acontecia no passado. Até ao início deste século, na maioria das empresas portuguesas, o medo imperava. Os recursos humanos não eram assumidos como uma parte muito relevante do sucesso. As pessoas sentiam-se dependentes do emprego para sobreviver e, por isso, faziam tudo o que lhes mandavam fazer. Não questionavam e aceitavam como naturais os tratamentos menos humanos de muitos chefes. No passado os chefes (porque não lhes consigo chamar líderes) mais conceituados eram mesmo os que berravam mais alto, os que davam mais ordens e os que tratavam pior os seus empregados. Hoje, havendo uma maior rotatividade nos empregos e tendo sido minimizada a ideia de um emprego para a vida, as pessoas aprenderam a valorizar-se (às vezes até demais!). Embora ainda haja pontualmente abusos, já é…

Os nossos valores e convicções são principais fontes do nosso sucesso. E, como tal, são também os nossos principais fatores limitadores. Simples palavras que dizemos ou escrevemos sobre nós próprios influenciam grandemente o nosso desempenho em qualquer área da nossa vida. Começo por vos contar uma lembrança da minha infância. Quando eu era pequeno a minha história favorita era “Ali Babá e os 40 Ladrões”. Acredito que era porque duas palavras usadas em conjunto abriam a porta de todas as riquezas: “abre-te sésamo!” E, de repente, afastava-se uma rocha e nós entrávamos na caverna onde todas as riquezas estavam disponíveis. Entretanto já na idade adulta, uma das maiores, se não mesmo a maior descoberta que fiz, foi que há de facto duas palavras que, quando usadas em conjunto, abrem as portas para todas as riquezas. Aprendi isto por um lado com psicólogos que se especializaram-se em performance humana. Mas também…

Segundo Jack Welch, um dos mais conceituados gestores da História, ao nível de performance, os colaboradores de qualquer empresa distribuem-se ao longo daquilo a que chamamos curva normal em Estatística. Numa das pontas desta curva estão os colaboradores de pior performance. Depois, no centro, temos a maior parte das pessoas com um desempenho médio e, no lado oposto aos primeiros, os colaboradores com melhor performance, os profissionais de excelência. O que distingue os seus desempenhos? Na minha opinião, são sempre os detalhes que fazem a diferença. São os hábitos que a maioria das pessoas pensa que não vão fazer a diferença no resultado final, mas em que os colaboradores de excelência investem porque valorizam. E é isso que os destaca de todos os outros. Os melhores profissionais fazem tudo o que os outros fazem, mas prestam atenção a detalhes a que os outros não prestam. E porque é que eles…

Comemorar as vitórias é um ponto fundamental em qualquer empresa. São momentos muito importantes para todos. Por isso, devem ser reforçados como momentos memoráveis e devem incentivar o esforço no cumprimento dos objetivos. Todas as empresas devem ser geridas por objetivos claros, por um planeamento detalhado das ações para atingir esses objetivos e por uma monitorização constante dos indicadores-chaves desse plano. Essa monitorização é fundamental pois permite manter o ritmo necessário para manter uma execução consistente do plano. Aquilo que nós aconselhamos os nossos clientes a fazerem é transformarem o acompanhamento das métricas num jogo. Um jogo que é jogado ao minuto e em que cada venda é celebrada por todos. É importante que todos sintam que cada pequena conquista é um passo que estamos a dar todos juntos em direção ao objetivo da empresa. Este jogo deve ser jogado por todos. Cada um deve perceber o seu papel no…

Algumas épocas do ano são propícias a certo tipo de reflexões, e o Natal é sem dúvida uma delas. O Natal é tradicionalmente a festa da família e um momento em que aproveitamos para passar tempo com as nossas raízes. Neste dia 25 de dezembro quero partilhar consigo uma reflexão sobre um dos nossos sentimentos mais profundos. É um valor que é um dos pontos de cultura da nossa empresa, e acredito que seja a base das mais profundas realizações humanas e quiçá da felicidade. Falo-lhe da Gratidão. A gratidão é a nossa capacidade de olharmos à volta e nos centrarmos nas coisas boas que temos. De manhã, quando nos levantamos, temos uma série de coisas boas à nossa volta e uma série de coisas menos boas. E temos o poder de escolher em que aspetos da nossa vida nos queremos centrar. Então, eu acredito que se, todos os dias,…

Aprendi com Jim Rohn, uma das minhas grandes referências, que existe uma fórmula para o sucesso em tudo na vida. Hoje vou transmitir não só aquilo que aprendi com este grande mestre, mas também os resultados da experiência que tenho tido na vida ao aplicar esta mesma fórmula. Para ser entendida, a fórmula do sucesso tem de ser colocada em perspetiva juntamente com a fórmula do fracasso. A verdade é que não parece possível ganhar se não for possível perder. Então temos de entender o que é que nos faz perder para podermos compreender melhor o que nos pode fazer ganhar. Comecemos pela fórmula do fracasso. Nas palavras de Jim Rohn, é resultado de alguns maus juízos repetidos ao longo do tempo. Ou seja, são aquelas pequenas coisas que nós achamos que não vão fazer a diferença. São pequenos erros de julgamento em relação a algumas práticas que nós achamos…