CURSOS ONLINE DISPONÍVEIS AQUI
CONHEÇA OS NOSSOS CURSOS ONLINE
Próxima Página Próxima Página

Eis que mais um ano se encerrou.

Para muitos foi um ano de desafios mas abençoado com resultados positivos. Muitas empresas já sabem que tiveram lucros! Fantástico não é mesmo? Nem sempre…

“Como assim? Não é para isso que as empresas existem? Para ter lucros?”

Por mais surreal que possa parecer, nem sempre este é um motivo de comemoração. Neste início de ano já tive a oportunidade de conversar com alguns empresários que manifestaram preocupação com o resultado: Vem aí as guias de impostos. O problema não é o fato de haver impostos a pagar sobre os lucros, o problema é que o dinheiro do mencionado lucro não está na conta da empresa.

Um dos maiores desafios da gestão de uma Pequena e Média Empresa (PME) é justamente a gestão financeira.

A maioria dos empresários ainda gere a empresa tendo como sua principal referência o extrato bancário e abdicam da informação contábil para tomar decisões. 

E entre as causas para abdicar desta análise estão basicamente: falta de conhecimento básico de contabilidade, falta de apoio contabilístico profissional e falta de tempo dedicado à gestão. Associe a isto indicadores críticos de estoque e uma conta de clientes sem um processo eficiente de recuperação e está desenhada a ruína da empresa.

Se você, empresário, identificou-se com este cenário anime-se!

Nem tudo está perdido 😉

E não é preciso tornar-se um contabilista ou fazer um MBA em gestão para ter o controlo de sua empresa. É preciso, no entanto, adquirir novos hábitos, ou seja, ações consistentes de acompanhamento dos números de sua empresa.

Eis algumas sugestões do que pode fazer:

– Estabeleça um processo de acompanhamento da conta de clientes. Não deixe as dívidas acumularem e não caia na tentação de manter um mau cliente,

– Excesso de produtos em estoque é uma estratégia de risco. Avalie a rotatividade de cada produto e seu custo de armazenagem,

– Agende um tempo para analisar e pensar o seu negócio. Atenção: este não será o tempo que utilizará para pagar contas e/ou emitir faturas. Este é o tempo mais caro e mais importante da sua empresa,

– Solicite relatórios mensais ao seu contabilista. Precisa deles para fazer a gestão de seu negócio e não para conferir guias de impostos,

– Trabalhe sempre com especialistas. O prejuízo de um serviço barato de má qualidade é sempre muito maior que a economia desejada.

Faço votos para que, neste ano, seu lucro se realize e permita novos investimentos para maiores lucros, agregando valor e benefícios para você, sua família, seus colaboradores, fornecedores, clientes e sociedade.

Luiz Batista
Vice-President na Paulo de Vilhena Business Excelerators

 

Iniciar sessão

Registar nova conta

Write A Comment