Fazer Mais Com Menos | Conteúdos Paulo de Vilhena
CURSO PRESENCIAL - BUSINESS MASTERCLASS
CURSO PRESENCIAL - BUSINESS MASTERCLASS
Inscrições Abertas Inscrições Abertas

A melhor definição que conheço sobre PRODUTIVIDADE é a de “FAZER MAIS COM MENOS”. E não é por acaso que empresas de referência a utilizam como seu ponto de cultura. Mais tarefas em menos tempo, mais receita com menor custo, mais vendas com menos esforço…

Não está em causa, portanto, trabalhar mais e ocupar-se mais, mas sim, trabalhar certo na ação certa. O excesso de horas trabalhadas pode trazer um aumento aritmético de resultados a curto prazo mas com consequências pessoais a longo prazo!

Trabalhar certo, porém, trará um aumento exponencial dos resultados sem pôr em causa a saúde ou a vida particular.

E o que seria “Trabalhar certo”?

Não há respostas prontas esta questão, assim como para tantas outras que nos trariam grandes vantagens. O que existem são hábitos que, em sua maioria, nos tornam mais eficientes e produtivos em quaisquer atividades que nos propomos realizar.

 

Afie sempre seu machado

Conta a lenda que um velho lenhador era o melhor em sua região. Um jovem lenhador que passava por lá resolveu desafiá-lo em uma competição e assim fizeram. Iniciada a disputa o jovem lenhador lançou-se furiosamente a cortar as árvores enquanto via o velho lenhador sentado com seu machado na mão.

E, durante toda a competição, esforçava-se cada vez mais e sempre que olhava seu oponente o via sentado com seu machado na mão.

No fim do dia o jovem exausto tinha a certeza da vitória porém os resultados apontaram que o velho lenhador tinha cortado o dobro de árvores. E o jovem lenhador perguntou ao seu oponente: “Como isso é possível se o Senhor parava o tempo todo para descansar?” E o experiente lenhador respondeu: “Não estava a descansar. Estava a afiar meu machado!”

Podemos associar “Afiar o machado” com preparação e planeamento. Especialmente nas empresas, precisamos do tempo para pensar. É neste momento que identificamos as ações precisas que irão se transformar nos resultados que buscamos.

 

Cuide de seu maior Ativo

No mundo das finanças um “Ativo” é caracterizado por aquilo que gera renda para o seu possuidor.

E é com base nesta definição que podemos entender que o maior Ativo que possuímos somos nós mesmos. Negligenciar este Ativo pode não só nos afastar de nossos objetivos como pode transformá-lo rapidamente em um “Passivo”, ou seja, aquilo que gera despesa para seu possuidor!

Por isto, dê atenção e priorize o cuidado com seu corpo, mente e espírito. Não é possível falarmos em produtividade quando temos um corpo debilitado, uma mente ruidosa e um espírito perturbado. Alguns hábitos simples podem nos dar um ganho considerável de performance:

– Adote uma alimentação equilibrada;

– Elimine os excessos;

– Tenha um sono de qualidade;

– Está cansado? Descanse;

– Faça exercícios com regularidade;

– Pratique alguma atividade ao ar livre;

– Contemple a natureza;

– Abrace seu Propósito de vida.

 

Defina a Visão e não se distraia

Sabe qual deveria ser a parte mais importante em uma agenda?

Aquela que diz: “O que não fazer!”. E sabe por que não é a parte mais importante? Isto mesmo, porque a grande maioria das agendas NÃO tem esta parte!

Se analisarmos nossas atividades diárias, vamos perceber que muitas de nossas ações nos atrasam na busca de nossos objetivos. São distrações que nos mantém à margem daquilo que realmente precisamos fazer para atingir nossos resultados.

FOCO não é só fazer o que precisa ser feito mas principalmente NÃO fazer o que nos afasta ou nos atrasa. E este é o grande vilão da produtividade nas empresas. Gestores, líderes e colaboradores passam o dia a “apagar fogos”, com a ilusão de que em algum momento algo acontecerá e não haverá mais fogos.

Não se assuste!

Não vou dizer que você não deve apagar os fogos quando ele aparecerem. O que vou dizer é que, se eles apareceram, é porque ações importantes deixaram de ser realizadas no momento correto em detrimento de ações irrelevantes, justificadas por crenças, ego ou prazer.

Por isso, adote o hábito de indicar “O que não fazer” em sua agenda e seja fiel ao seu planeamento.

Em resumo, priorize ter um corpo, mente e espírito saudáveis, defina sua Visão de acordo com seu Propósito, prepare-se, planeie e execute com foco.

Luiz Batista
Vice-President na Paulo de Vilhena Business Excelerators

 

Write A Comment