Tag

indicadores

Browsing

A resistência à mudança pode travar o crescimento. Na minha experiência em coaching empresarial, interajo diariamente com inúmeros empresários, de várias idades, múltiplas indústrias, com experiências profissionais diversificadas e com comportamentos muito díspares. Neste contexto conheci alguns empresários de muito sucesso que mantém a humildade de querer aprender sempre mais, disponíveis para evoluir constantemente e totalmente abertos a novas experiências. Por outro lado, conheci também um grupo numeroso de empresários que, tendo tido muito sucesso no passado, se encostam a essas experiências ganhadoras para permanecerem na sua zona de conforto, acreditando fortemente que aquilo que lhes trouxe o sucesso no passado, lhes irá certamente manter o sucesso no presente e no futuro. Essa perspectiva não seria tão desastrosa se o mercado não estivesse em constante evolução. Essas mudanças implicam que as soluções encontradas no passado, já não servem o mercado hoje em dia da melhor forma e que, no futuro,…

Pense no seu funil de vendas. A partir do momento em que tem um plano, sabe que as coisas vão acontecer exatamente assim? Dificilmente um plano corre precisamente como imaginámos. É decisivo fazê-lo, pois é o plano que nos permite monitorizar o nosso progresso e afinar a nossa abordagem até chegarmos ao objetivo a que nos propomos. Ora, a primeira coisa que asseguramos com o funil de vendas é a execução consistente. Nas empresas, e principalmente nas PME, a execução consistente é a maior vantagem competitiva que podemos ter. É nós fazermos todos os dias aquilo que tem de ser feito na quantidade que tem ser feito. #1ª Lição do Funil – O que é medido é feito Quando medimos o número de contactos, de diagnósticos, de apresentações, de transações e o seu valor médio, asseguramos consequentemente que estamos a fazer o que precisamos fazer diariamente. A partir do momento…

Tem os KPIs (Key Performance Indicators) do seu negócio bem definidos? E monitoriza-os constantemente? Vejo muitos empreendedores não darem a devida importância ao conhecimento dos números subjacentes ao seu negócio. Conhecer os KPIs , ou indicadores-chave de performance da atividade e dos colaboradores, é crítico. “O quê” e “quanto” deve ser feito de cada tarefa na sua empresa para atingir o resultado que almeja no futuro. Medindo estes indicadores passamos a ter capacidade de ajustar a execução para alcançar os objetivos. Pela lei da causa e efeito, qualquer resultado que a sua empresa tenha é o efeito de causas bem determinadas a montante. Então, se classificar numericamente essas causas será muito mais fácil atingir o resultado final que visa alcançar. Por isso procure saber o que precisa fazer a montante a nível de desempenho para atingir os resultados que ambiciona a jusante no seu negócio. Assim, além de se aproximar do resultado…

Transformar lucro em fluxo de caixa é uma dificuldade transversal a várias empresas não só em Portugal mas no mundo. Por vezes, os próprios empresários têm alguma dificuldade em distinguir estes dois indicadores. Mas é crítico percebermos que o lucro é uma figura teórica, que é a diferença entre aquilo que faturamos e os custos que nos são faturados a nós. Portanto, nem sempre (e isso acontece muitas vezes), representa aquilo que é a realidade da tesouraria da nossa empresa. E por isso muitas empresas deparam-se com o desafio a que eu costumo chamar buraco da tesouraria. E o que é isso? Imaginemos que uma empresa compra mercadoria ou matéria-prima para transformar e que em média paga essa mercadoria ou matéria-prima a 30 dias. Depois, essa mercadoria fica armazenada, ou seja, fica em inventário em média 60 dias. E que após ser vendida a empresa leva em média mais 60…

Nem todos os contactos que fazemos resultam em vendas. Há contactos que conseguimos transformar em novos clientes e outros que nunca nos irão comprar nada. Portanto, existe uma taxa de conversão de contactos para clientes. E aumentá-la é uma das formas possíveis de aumentar as vendas da sua empresa. Imaginemos que necessitamos de dez contactos para fechar dois clientes. Supondo que mantemos todas as outras variáveis constantes, se aumentarmos a nossa taxa de conversão, aumentamos as nossas vendas. Ou seja, se, por exemplo, precisássemos de apenas nove contactos para fechar dois clientes. Mas para aumentar a taxa de conversão em qualquer que seja a fase do processo comercial precisamos de uma única coisa… algo crítico na verdade… Indicadores! A partir do momento em que temos indicadores, podemos trabalhar nas taxas de conversão e melhorá-las. Podemos desenhar estratégias para melhorar todas as percentagens dos nossos processos comerciais: contactos, reuniões, apresentações, transações.…

Há uma matriz matemática por trás de tudo o que nós fazemos na vida. E as vendas não são exceção. Talvez estejamos demasiado habituados a pensar que as vendas, sendo uma atividade “suave” do ponto de vista das competências, são puramente relacionais. Ou seja, se formos pessoas simpáticas e conseguirmos influenciar as pessoas e convencê-las a comprar aquilo que comercializamos, estamos a fazer o nosso trabalho. A verdade é que, independentemente daquilo em que acreditamos, dos nossos métodos ou estratégias, existe sempre uma matriz matemática por trás daquilo que fazemos. E se nós entendermos essa matriz, então podemos usá-la a nosso favor, para melhorar os nossos resultados. Pensemos num caso prático. Imaginemos que em 2017 eu faturei 100 mil euros, tendo trabalhado do lado da angariação em exclusivo. Ora, esse valor correspondeu a um determinado número de transações que fiz. Suponhamos que foram 20 ao longo do ano, menos de…

Caro empreendedor, será que tem a perfeita noção da importância de conhecer os números do seu negócio? Ao longo dos anos que tenho trabalhado com empresários… Um dos aspetos que vejo sempre ser tratado com maior ligeireza pela maioria é o conhecimento dos números subjacentes ao negócio. E não estou sequer a falar da questão contabilística. E sim dos  indicadores-chave de performance da sua atividade e da dos seus colaboradores. Ou, se preferir, os KPIs (Key Performance Indicators) – sigla inglesa mais utilizada neste contexto . Refiro-me à real importância  de perceber e classificar numericamente… Identificar os números críticos, o quê e quanto deve ser feito de cada tarefa na sua empresa para atingir o resultado que vida, que procura, e que almeja no futuro. Atingir o resultado final de forma mais fácil Pela lei da causa-efeito, a lei de ferro do universo… Nós sabemos que tudo o que temos na vida e,…