CURSO ONLINE ACADEMIA IMOBILIÁRIA
CURSO ONLINE ACADEMIA IMOBILIÁRIA
Inscrições Abertas Inscrições Abertas
Tag

decisões

Browsing

Estava em Londres, no ano de 2009, a fazer um curso de finanças pessoais, quando o Orador perguntou… Quanto dinheiro teria hoje se pudesse reverter as 3 piores decisões financeiras que alguma vez tomou? A pergunta atingiu-me como um raio, pois ainda que fosse difícil para mim chegar a um número minimamente preciso, como empresário esse valor não poderia ser, de facto, pequeno. Levei a pergunta comigo e não apenas a usei para temperar o meu processo de decisão de forma totalmente diferente, como confesso, acabei por usá-la vezes sem conta nos nossos clientes de consultoria empresarial e nos meus curso de formação para empresários. E tal como antes havia acontecido comigo, quase sempre a reação que obtive foi emotiva. Considero-me um indivíduo normal, como toda a gente e acredito que todos temos inteligência mais que suficiente para tomar boas decisões empresariais. O que nos falta, muitas vezes é disposição…

A nossa vida é feita de escolhas e são as nossas escolhas que condicionam o rumo da nossa vida. No entanto, fazemos escolhas, quase sempre, sem conhecermos os dados todos. Por mais que nos esforcemos, nunca vamos saber tudo, nem conhecer tudo o que rodeia aquela decisão. Essa incerteza, o desconhecimento da verdade absoluta, é uma das razões porque temos muita dificuldade em fazer várias escolhas ao longo da nossa vida profissional e pessoal. Sentimos uma enorme insegurança. O medo de errar nas nossas escolhas paralisa-nos. A maioria das pessoas tenta pesquisar sempre um pouco mais, consultar outras opiniões, perceber o que a maioria escolhe e esperar eternamente à espera do momento ideal. Muitas vezes tentamos perceber o que a maioria das outras pessoas escolheria numa situação semelhante à nossa. Essa análise dá-nos o conforto de não estarmos sozinhos, de nos sentirmos mais acompanhados na decisão. Mas será que a…

Todos nós somos procrastinadores profissionais. Ou seja… Não fazemos aquilo que já sabemos que temos de fazer. E porque o fazemos (ou melhor, não fazemos)? Nós procrastinamos quando associamos mais dor do que prazer à ação que sabemos que devemos tomar. Há apenas dois motivadores para a ação humana: a dor e o prazer. Podemos não ter noção da razão que nos move, de uma forma consciente, mas tudo o que fazemos está relacionado com a nossa necessidade de evitar a dor e a nossa vontade de nos aproximarmos do que nos dá prazer. E isto é verdade para todos nós. Certamente todos nós conseguiríamos enumerar uma série de aspetos na nossa vida profissional e financeira em que sabemos que poderíamos ter determinados hábitos que nos tornariam mais bem-sucedidos nessas áreas. E no entanto… não o fazemos. O mesmo acontece em áreas da nossa vida como a saúde ou as…

Do ponto de vista estratégico, há 3 decisões estratégicas essenciais que cada um de nós deve tomar no sentido de garantir o máximo de vendas no futuro. 1.º decisão – Qual é o meu nicho de mercado? Eu costumo dizer que nós como vendedores devemos aprender a tornar-nos pescadores ao longo do tempo. Ou seja, devemos atrair para nós o maior número de clientes possível em vez de os perseguirmos e de os fazermos fugir. Seguindo essa lógica, a primeira decisão de um pescador é que tipo de peixe vai pescar. Porque todas as outras decisões vão prender-se exatamente com isso. O anzol, a linha, o local… todos esses elementos dependem do tipo de peixe que o pescador decide atrair. Em vendas não é diferente. A decisão sobre qual é o seu nicho de mercado é a primeira grande decisão que deve tomar. Porque todas as outras decisões estratégicas vão…

Aprendi com a minha experiência como coach empresarial que um dos aspetos mais desprezados pela maior parte dos empresários no que respeita ao crescimento das empresas é a fase de maturidade em que as mesmas se encontram. Embora menosprezado, este é um aspeto absolutamente crítico. A maior parte dos empreendedores não pondera a maturidade da sua empresa no processo de tomada de decisão em relação ao crescimento dessa mesma empresa. É por que é que isto é um erro? Porque aquela que pode ser uma boa decisão numa determinada fase de maturidade do seu negócio pode não ser uma decisão tão boa se o seu negócio tiver numa fase diferente de maturidade. Ao longo do tempo, eu desenvolvi aquilo a que chamei o ciclo de vida de uma empresa. E nesse ciclo de vida, eu despistei 7 fases fundamentais. As primeiras 4 fases são ascendentes: 1.ª A luta inicial: o…