Curso Mini-MBA. Inscreva-se Aqui.
Curso Mini-MBA. Inscreva-se Aqui.
Próxima Página Próxima Página
Tag

execução consistente

Browsing

A maioria dos líderes que conheço reclama da equipa que têm. Gerir pessoas é difícil, mas na maior parte dos casos, ou mesmo sempre, o problema está no líder e não na equipa! Depois de lerem as frases anteriores, 50% dos leitores já abandonaram este artigo. Admitir a responsabilidade sobre a equipa, sobre as suas ações e os seus resultados é muito difícil. As pessoas, na sua maioria, não estão preparadas para assumirem a propriedade daquilo que lhes acontece e, por isso, preferem encontrar desculpas e culpar os outros. Deixem-me partilhar convosco que, na minha opinião, a capacidade de assumir a propriedade do que nos acontece, como sendo consequência das nossas escolhas, é um dos comportamentos que distingue os vencedores das vítimas, as pessoas que realmente têm sucesso na vida. Sejamos honestos. Um líder tem o poder de recrutar, ensinar, encaminhar, influenciar, controlar e ainda alertar a maneira como as coisas…

No meu trabalho como coach empresarial, o principal tema identificado pelos gestores e empresários que acompanho é o crescimento dos seus negócios. Por isso, utilizamos uma metodologia, ao longo de todo processo, que nos permita assegurar os resultados de médio e longo prazo desejados. Para garantir este crescimento é essencial que a operação seja acompanhada diariamente por um gestor dedicado, com a preocupação de desenvolver um plano de ações concretas, de garantir o acompanhamento dos recursos na execução consistente, de monitorizar e avaliar os resultados e ainda de ajustar o plano sempre que necessário para obter os objetivos pretendidos. Dependendo da dimensão da empresa, este processo pode ser totalmente concertado entre o empresário e os seus colaboradores, ou ser controlado em cascata, por níveis hierárquicos de chefias intermédias. 1. Estabelecimento de uma visão de longo prazo No início de cada processo é absolutamente essencial fazer uma análise profunda da…

Há quem diga que tudo acontece duas vezes na vida. A primeira na mente e a segunda na realidade. Trata-se de visualizar e realizar. Neste contexto, torna-se extremamente importante sabermos o que queremos e visualizarmos o momento em que atingimos o objetivo. Devemos viver este momento intensamente, mesmo que, numa primeira fase, só na imaginação. Porque está provado que os estímulos internos do cérebro são exatamente iguais quando imaginamos uma situação e a vivemos na realidade. Quando visualizamos o cumprimento de um determinado objetivo estamos a fornecer ao nosso cérebro a mesma mensagem como se o objetivo estivesse mesmo a ser cumprido. Assim, se tivermos uma sensação de grande emotividade relativamente à visualização da concretização de um objetivo, torna-mo-lo mais forte e realmente inegociável. Eu, com os meus pensamentos de engenheira, prefiro acreditar que se souber o que quero e se perceber como o vou conseguir, então as coisas vão…

Depois de definirmos os objetivos e de desenharmos os planos, precisamos de executá-los consistentemente e de monitorizar essa mesma execução. É importante sabermos que a equipa vai no caminho certo, mas é também importante estarmos no caminho certo no máximo de ritmo possível. O ritmo é por isso uma das disciplinas essenciais da execução consistente (conheça as restantes neste artigo).  E isso consegue-se essencialmente com duas atividades: reuniões ordinárias e avaliações. Em relação às reuniões, estas devem ser… … Trimestrais O trimestre é o prazo ideal para maximizar a performance nas empresas. No final de cada trimestre, deve-se fazer uma avaliação do que aconteceu no anterior e planear o que tem de acontecer no seguinte. Todas as métricas devem ser analisadas e redefinidas na última semana do trimestre. Eu defendo que prazos maiores do que o trimestre acabam por estimular a complacência, principalmente no início do período. … Semanais São…