Arquivo de empresarial - Paulo de Vilhena
Tag

empresarial

Browsing

Costumo falar daquilo a que chamo alavancagem como a chave do crescimento empresarial. Hoje explico-lhe como pode, na prática, alavancar e assim fazer crescer o seu negócio. Conheço essencialmente 7 formas de alavancar… Utilizando: 1 – O conhecimento dos outros Serei mais produtivo quanto melhores forem as minhas escolhas e decisões. A melhor forma de aumentar o conhecimento disponível de forma rápida é acedendo ao conhecimento de outras pessoas. Como podemos então fazer isso? Essencialmente através da leitura de livros, aproveitando os tempos mortos em que vamos a conduzir para ouvir CD’s gravados por referências nas áreas que sejam essenciais para nós, frequentando bons cursos, seminários e workshops, etc. 2 –  A energia e o poder de execução dos outros Aqui surgem como principais sugestões a delegação de tarefas e a subcontratação. 3 –  O dinheiro dos outros Se encontrarmos forma de financiar as nossas ideias e projetos com…

O ano está a chegar ao fim, portanto, é altura de perguntar se já concretizaste os objetivos anuais da empresa? Se a resposta é “não” e estás a pensar no que poderás fazer para lá chegar, hoje tenho algumas dicas para aplicares nestes últimos dias do ano. 1.º Percebe o que correu bem Procura as ações que correram melhor este ano nos indicadores de performance de negócio (KPI). Escolhe três dessas ações e volta a calendarizá-las para os próximos dias. Nesta altura, não inventes estratégias novas nem faças experiências. Porque vale mais jogar pelo seguro. Portanto, reforça a todos os colaboradores que os objetivos são inegociáveis e que os resultados estabelecidos têm mesmo de aparecer até ao término do ano.  Aposta em ações que já tenham trazido bons resultados e que já tenhas a certeza de que resultam. 2.º Redobra a energia  Não sei se é mais tempo, mais concentração ou apenas…

A demonstração ou mapa de fluxo de caixa é um dos principais marcadores de contabilidade que temos de analisar frequentemente para que sustentarmos as nossas decisões e garantirmos a saúde da nossa empresa. Este mapa dá-nos uma lição muito importante. O dinheiro não é todo igual! E se ele não é todo igual, não pode ser tratado da mesma forma. Nós temos de discriminar o dinheiro de acordo com a sua origem. Só quando vemos o mapa de fluxo de caixa é que percebemos isto. Neste vídeo, explico-lhe os diferentes tipos de dinheiro que existem numa empresa. E porque não os pode encarar nem gastar da mesma forma. Resumindo, há 3 tipos de dinheiro numa empresa: 1 – Dinheiro “O”: advém da atividade operacional da empresa. Se comprarmos matéria-prima, a transformarmos e vendermos, ou se prestarmos um serviço e faturarmos esse serviço, geramos dinheiro “O”. Este é o único tipo…

Todos temos medos, e os empresários não são exceção. Já investiguei sobre este assunto, e os principais medos dos empresários são os mais comuns, como o medo de falhar, o medo de não ter capacidade para honrar os seus compromissos ao final do mês, o medo dos clientes não ficarem satisfeitos, o medo de perder todos os clientes… Mas na lista dos seus maiores medos aparece também um quase paradoxal: o medo de fazer crescer a empresa. Por que terão os empresários medo de fazer crescer a empresa? A maioria dos empresários são técnicos que criaram a sua própria empresa, na sua área de especialização. E, na maior parte dos casos, ainda têm um envolvimento muito elevado com as fases produtivas, mantendo assim um controlo muito apertado das pessoas e do que se faz internamente. Estes empresários têm um sentido de posse muito grande sobre tudo o que é feito na…

Geralmente pensa-se que quem monta uma empresa e se estabelece por conta própria é um empreendedor. Todavia, é raro que assim seja. Hoje falo-vos do mito do empreendedor. Quem monta uma empresa é frequentemente um técnico. Muitas vezes, um técnico acima da média, mas insatisfeito! É por exemplo o caso de um fantástico chef de cozinha, que se fartou de trabalhar para os outros e decide montar o seu próprio restaurante. No dia em que o restaurante abre, este chef irá para a cozinha fazer o trabalho técnico subjacente ao negócio. Muitas PME, por exemplo, funcionam em auto-gestão. Porque ninguém está a fazer as funções de gestão, enquanto o empresário está na função operacional. Estas PME não estão a ser geridas, mas sim a ser operadas. Ou seja, encontram clientes, fecham vendas, entregam o serviço, pedem referências e fazem o ciclo todo de novo. Se o derradeiro desafio é o…

O crescimento está para uma empresa como o oxigénio está para a vida. Defendo há muito que o crescimento empresarial deve ser entendido como uma disciplina. Da minha experiência, esta disciplina tem várias áreas de desenvolvimento. Estas áreas, por sua vez, têm sido identificadas com consistência nas empresas que mantêm, no longo prazo e de forma consistente, crescimentos acelerados. Visto de outra forma, arriscava-me a dizer que, como empresários, não temos escolha! A nossa empresa, como todas as outras coisas na natureza, também está, a cada momento, a crescer ou a morrer. Se pensa que o seu negócio pode estar estagnado está enganado. Provavelmente, já começou a morrer e é o leitor que ainda não se apercebeu disso. E das duas uma: ou volta a colocá-lo no caminho do crescimento ou é uma questão de tempo até que ele esteja definitivamente condenado. O crescimento consistente e ao longo do tempo…

Costumo falar daquilo a que chamo de alavancagem como a chave do crescimento empresarial. Cada vez mais gente me pergunta em diversos fóruns sobre a forma de usar a alavancagem como chave. Ou seja, na prática como podemos alavancar e assim fazer crescer a nossa atividade. Conheço essencialmente 7 formas de alavancar… Utilizando: 1 – O conhecimento dos outros.  Serei mais produtivo quanto melhores forem as minhas escolhas e decisões. A melhor forma de aumentar o conhecimento disponível rapidamente é acedendo ao conhecimento de outras pessoas. Como podemos fazer isso? Essencialmente através da leitura de livros, aproveitando os tempos mortos em que vamos a conduzir para ouvir CD gravados por referências em áreas que sejam para nós essenciais, frequentando bons cursos, seminários e workshops. 2 –  A energia e poder de execução dos outros. Aqui surgem como principais sugestões a delegação de tarefas e a subcontratação. 3 –  O…