É importante que as empresas tenham bem definidos e conhecidos os seus pontos de cultura. Porque estes são valores inegociáveis que vão garantir que todos os colaboradores se comportam alinhados com os mesmos princípios.

Como coach empresarial trabalho com muitas empresas de diversos ramos de atividade e diferentes dimensões. Um dos problemas de que os empresários mais se queixam é de terem de andar sempre atrás dos seus colaboradores. Terem de controlá-los e explica-lhes como proceder vezes sem conta para garantir que estes fazem as tarefas como é suposto e que não se perdem no caminho.

Mas será que está claro para todos o que é aceitável na empresa?

Todas as pessoas têm os seus valores, características que valorizam muito e que condicionam todas as suas decisões e comportamentos. Estas características são únicas e podem ser muito diferentes de pessoa para pessoa. Nas empresas é semelhante, e essas características têm o nome de pontos de cultura. São os valores que a empresa e os seus colaboradores têm de partilhar para que as coisas fluam da melhor forma. São também valores que a empresa considera absolutamente inegociáveis e que são essenciais para o bom funcionamento no dia a dia. Integridade, honestidade, espírito de equipa, autonomia… são alguns exemplos.

 

Tem os pontos de cultura da sua empresa definidos? E os funcionários sabem quais são?

Os pontos de cultura devem ser definidos com base na sensibilidade da administração. Mas também, quando a empresa já está em funcionamento, com base na sensibilidade dos funcionários. Pois a empresa só funcionará se tiver o envolvimento de todos.

Todos os colaboradores devem conhecer estes valores. E estes devem ser reforçados diariamente, estar visíveis nas paredes da empresa e fazer parte do ADN da mesma. Todos devem seguir esses pontos de cultura e saber que, se não se identificarem com os mesmos, é melhor procurarem outro local para trabalhar.

E se eles não cumprirem estes pontos, está pronto para os dispensar?

Nós temos aquilo que toleramos! Quando estamos a receber coisas com as quais não concordamos é porque, de alguma forma, não conseguimos passar a mensagem de que não concordamos com elas e não as tornámos verdadeiramente intoleráveis.

Como definir os pontos de cultura?

  1. Na vida, como nas empresas, tudo começa dentro de nós. O primeiro passo é clarificar, sem qualquer hesitação, o que aceitamos e o que não aceitamos.
  2. O segundo passo é passar a mensagem de forma clara. A comunicação dos pontos de cultura é fundamental. Devemos clarificar o que cada um significa e torná-los totalmente inegociáveis.
  3. O terceiro passo é o mais importante pois vai garantir que os pontos de cultura vão perdurar ao longo do tempo na empresa. Este passo consiste em garantir que qualquer distração que ponha em causa um daqueles pontos será imediatamente sancionada e que, no limite, a pessoa será mesmo convidada a sair, se percebermos que ela não está alinhada com os pontos de cultura. Não podemos deixar que isso seja aceitável, nem deixar que alguém tenha um comportamento desalinhado e que isso passe despercebido. Bastará uma vez para pôr em causa toda a definição feita até à data.

Com este alinhamento será muito mais simples para um gestor manter a organização em funcionamento.

Nunca se esqueça de que nós temos muita dificuldade em olhar para o nosso umbigo, mas – quando pensamos que o mundo está todo errado e que todos os nossos funcionários estão a trabalhar mal – certamente que o problema está dentro de nós.

 

Mariana Arga e Lima

Business and Executive Coach na Paulo de Vilhena Business Excelerators

 

Partilhe comigo os pontos de cultura da sua empresa? Como procede quando alguém não age em conformidade com os mesmos? Escreva na caixa de comentários abaixo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notifique-me se