CURSOS ONLINE DISPONÍVEIS AQUI
CONHEÇA OS NOSSOS CURSOS ONLINE
Próxima Página Próxima Página
Tag

foco

Browsing

A semana passada, em conversa com um cliente de coaching empresarial, ele dizia-me que os vendedores demoravam muito tempo a fazer os orçamentos porque tinham de os fazer e refazer várias vezes até ficarem nas condições perfeitas para serem enviados para o cliente. Enquanto ouvia esta explicação, lembrei-me de um administrador que tive há muitos anos. Devido ao elevado volume de trabalho que existia naquela empresa, trabalhávamos durante muitas horas e por vezes até aos fins de semana. Quando eu me queixava de que trabalhava muitas horas, o administrador dizia-me sempre: “Sabe porque é que trabalha tantas horas? Porque não faz o trabalho perfeito à primeira. Se fizesse tudo bem à primeira, provavelmente, poderia trabalhar menos do que as 40 horas semanais.” Ele dizia aquilo meio a sério, meio a brincar, mas a verdade é que ele tinha razão. Era duro para mim ouvir que eu trabalhava horas a fio…

É crítico entendermos o funcionamento do nosso cérebro para nos podermos condicionar a alcançar os nossos objetivos. Ora, todos nós nascemos sem competências, convições ou valores. A nossa maneira de pensar foi aprendida ao longo da nossa vida. E nós aprendemos quase tudo – e consequentemente agimos –  com base num processo de observação, imitação, repetição!  Este é um processo que se mantém ao longo de toda a nossa vida. Posto isto, se nos queremos focar nos nossos objetivos, eu sugiro que construamos à nossa volta um ambiente que nos bombardeie com ideias positivas que estejam alinhadas com os nossos objetivos! No vídeo abaixo partilho 5 ideias práticas que eu próprio tenho aplicado e que vejo serem utilizadas por grande parte dos supervendedores… Por isso acredito que também o podem ajudar a conseguir construir um ambiente que o levará a alcançar os seus objetivos!  Portanto, A RETER…  Crie um quadro de sonhos Escreva diariamente os…

Nos últimos tempos tenho falado bastante da importância da formação, de querer saber sempre mais sobre o que o pode fazer crescer profissionalmente. É fundamental procurar essa informação, compreendê-la e incorporá-la da maneira que melhor servir o seu propósito. Da minha experiência como coach empresarial, vejo uma de duas coisas ao nível da gestão quando entro numa empresa. Em algumas organizações, não há informação disponível e as decisões são feitas com base na intuição da administração e na sua perceção daquilo que resultou no passado. Noutras, há demasiada informação, dispersa, sem qualquer fio condutor e que acaba também por não ajudar na tomada de decisões. Hoje a informação é simples de encontrar, tanto interna como externamente. Qualquer pesquisa num motor de busca nos retorna milhões de entradas. Cabe-nos a nós selecionar o que é importante e o que é acessório.  Temos de ser capazes de separar aquilo que temos mesmo que ver…

Sabe o que é que o Caminho de Santiago de Compostela, chamado pelos peregrinos de “bom caminho”, e as Vendas têm em Comum? As Lições que aprendemos pelo Caminho e a forma como lidamos com elas, mantendo o Foco no Resultado!  As escolhas que vamos fazendo, os passos que vamos dando, as direções que vamos tomando e o que vamos aprendendo com os nossos erros é o que nos vai levar a chegar ao resultado (ou neste caso de Santiago, ao destino). E o meu caminho até Santiago de Compostela ensinou-me 7 lições que se aplicam às vendas e que quero partilhar consigo, pois acredito que todos os comerciais e vendedores podem (e devem) aplicá-las: 1 – Foque-se absolutamente no resultado Defina aquilo que quer e não pare até lá chegar. Aquilo que me moveu no “bom caminho” foi o foco absoluto no resultado. E como ia para o Brasil logo…