CURSOS ONLINE DISPONÍVEIS AQUI
CONHEÇA OS NOSSOS CURSOS ONLINE
Próxima Página Próxima Página

Ser uma pequena empresa já não é sinónimo de pequenos resultados graças à Internet.

São cada vez mais as empresas de dimensão reduzida, quer seja em número de colaboradores ou até de número de clientes, com uma faturação muito interessante devido ao investimento que os empresários decidiram fazer na vertente online.

Se pensarmos como as coisas eram feitas antigamente (basta pensarmos no tempo dos nossos avós) conseguimos ver grandes diferenças.

O aparecimento da Internet veio modificar de uma forma inacreditável como as pessoas compram. Mas por um momento vamos deixar de lado os “outros”. Pense em si mesmo.

Quando decide que quer comprar algo, o que faz?

Acredito que uma das primeiras coisas será pesquisar na Internet. Quer seja no Google ou numa das suas redes sociais de eleição.

Então, se é isso que faz… já sabe o que os seus potenciais clientes também farão, certo?

Estar presente hoje na Internet é obrigatório e eu diria mais: quem não o faz está a matar, pouco a pouco, a sua própria empresa.

“Mas como é que eu posso começar, Manuela? A Internet é um Mundo!”

Aqui vão as minhas 5 dicas para quem tem uma pequena empresa e quer ter uma empresa online.

1 – Site

O site não é apenas o local onde se vai ver qual a morada ou o número de telefone da sua empresa. É também o sítio ideal para partilhar informações importantes sobre o seu produto ou serviço, esclarecer dúvidas e até mesmo ser o centro nevrálgico de toda a sua estratégia de comunicação para o exterior. Reforço que deve prestar atenção à versão mobile do seu site. Hoje em dia, mais de 80% dos utilizadores navegam na Internet pelo seu telemóvel. 

2 – Redes Sociais

As redes sociais podem funcionar muito bem como um vendedor extra na sua empresa. São ferramentas gratuitas onde pode estar em permanente conversa com os seus clientes e potenciais clientes. Pode partilhar os bastidores da sua empresa (que todos adoram ver!), as novidades mais quentes e aproximar-se muito rapidamente de quem quer falar consigo pelos canais de chat. O grande benefício ao falar tão diretamente com o seu cliente é ficar a conhecer de forma mais profunda os seus medos, desejos e anseios. Tudo isto ajudará e muito na hora de vender os seus produtos e/ou serviços.

3 – Email Marketing

O email não deve ser só usado para enviar faturas ou newsletters que ninguém lê. Tem de começar a encarar o email como a ferramenta que vai permitir manter um diálogo constante com o seu cliente. Releia novamente por favor. Eu disse diálogo, não monólogo. Partilhe testemunhos de clientes satisfeitos, pergunte aos novos clientes como está a decorrer a experiência, envie tutoriais de como usar o seu produto… Há um universo de temas que pode falar com o seu cliente através do email e pelo qual o seu cliente vai ficar eternamente grato.

4 – Google My Business

De todas as dicas que partilho aqui consigo, creio que esta será a mais importante. E até lhe digo mais, se tiver de escolher apenas uma coisa para iniciar a sua presença na Internet, escolha esta. E porquê? O Google é o maior motor de busca sem qualquer sombra de dúvidas. É onde todos nós vamos pesquisar. E não querendo entrar em muitos detalhes, é o Google que indexa toda a informação mundial. E ele favorece quem lhe “dá” essa informação. Ter uma página constantemente atualizada no Google My Business é um passo para ele apresentar a sua empresa a muitas mais pessoas. E não apenas a quem procure pelo nome da sua empresa mas quem também possa andar ali pelas redondezas, de telemóvel na mão, a procurar a sua concorrência que não aparece no mapa. E o melhor disto tudo? 100% gratuito.

5 – Anúncios Pagos

Pela saúde e futuro da sua empresa, anuncie. Se eu lhe contasse todos os casos que conheço de pequenos empresários que conseguiram trazer grandes resultados com anúncios pagos na Internet, teria de escrever mais 3 artigos. Por tão pouco como 5€ por dia, pode começar a ter mais pessoas a enviar emails com pedidos de informação ou receber mais orçamentos gratuitos. Pode conseguir ter pessoas dispostas a comprar mais facilmente porque viram o seu anúncio, pesquisaram o seu site, viram a descrição no seu site, leram os testemunhos dos seus clientes e… eles próprios se convenceram de que o seu produto era a melhor solução para eles naquela altura.

A minha única questão para si é… do que está à espera?

 

Manuela Gomes
Communications Director na Paulo de Vilhena Business Excelerators

 

Write A Comment