O líder tem de saber tudo? | Conteúdos Paulo de Vilhena

A esmagadora maioria das pessoas numa empresa não tem iniciativa. Está à espera que lhe digam o que fazer. E muitas vezes, nós líderes, caímos nesse erro. Mas não estamos mais do que a criar inertes na nossa empresa. Até porque nós também não sabemos (nem temos de saber) tudo!

Nós muitas vezes fomentamos a inércia. Implementamos modelos de líder-seguidor (eu digo-te o que fazer e tu fazes), em vez de estabelecermos modelos de líder-líder (não sabe o que é um líder-líder? Leia neste artigo)

Henry Ford dizia que os líderes verdadeiramente inteligentes contratam pessoas muito mais inteligentes do que eles próprios para trabalhar nas suas empresas, fincando apenas com o trabalho de os gerir.

Houve um jornalista que a data altura acusou Henry Ford de não ter cultura, educação, nem sofisticação. E Ford moveu-lhe um processo em tribunal. Durante o julgamento, o argumento da defesa era provar que Ford era um indivíduo com limitações do ponto de vista da cultura geral. Então o advogado de defesa fazia-lhe perguntas do género: “Quantos soldados a Inglaterra mandou para a América do Sul durante a guerra? Quantos voltaram para a Inglaterra?” E obviamente eram perguntas às quais ele muitas vezes não sabia a resposta.

Às tantas Ford irritou-se e perguntou porque é que haveria de  ocupar espaço de memória com esse tipo de conhecimento, quando com um botão na sua secretária poderia chamar o maior especialista mundial em qualquer área para lhe dar a resposta numa semana, afirmando dessa forma que não precisava de acumular esse tipo de conhecimento.

Ora, nós, como temos a responsabilidade da liderança, muitas vezes achamos que confirmamos essa capacidade tendo as respostas para as coisas. Mas a verdade é que nem sempre temos (nem temos de ter sempre). E aqui o nosso ego joga um papel importante.

Jack Welch diz que o papel da liderança não tem de ser saber as respostas. Tem de ser saber as perguntas.
Então precisamos de ter pessoas extremamente capazes à nossa volta e colocar-lhes perguntas até termos condições para tomarmos uma decisão.

Porque a informação vem muitas vezes das outras pessoas. Não temos de ser nós a aparecer com as respostas. Temos é de saber gerir a informação.

Mas lembrem-se de que uma empresa não é uma democracia. E alguém tem de assumir as decisões que são tomadas. E essa pessoa é o líder. Conheça todas as características de um líder neste artigo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notifique-me se