COMETE ALGUM DESTES 25 ERROS?
FAZ ESTES 25 ERROS?
→ Descubra Aqui ← → Descubra Aqui ←

O que separa os vencedores dos vencidos, ou quem realiza a venda dos restantes comerciais, é muitas vezes the winning edge concept (isto é, a vantagem do vencedor). Mas que vantagem é essa?

Começo por vos falar de um vídeo chamado “212 graus fahrenheit” (“100 graus celsius” será mais fácil de assimilar) e que nos explica o seguinte:

O que acontece com água a 99º C? Nada. E com 100º C? A água ferve, gerando vapor. E o que podemos fazer com vapor de água? Podemos fazer andar uma locomotiva. Repare, estamos a falar de apenas de 1º C de diferença.

Este é o conceito da vantagem do vencedor. 

Um grau faz a diferença entre acontecer tudo e não acontecer nada.

 

No princípio do séc. XIX, um jornalista chamado Napoleon Hill foi desafiado por Andrew Carnegie a entrevistar ao longo da sua vida os grandes milionários do mundo. A ideia era que ele desenhasse uma fórmula de sucesso que pudesse ser seguida por qualquer pessoa. Napoleon Hill levou vinte anos a escrever o livro “Pense e Fique Rico”, em que explicava que grande parte das realizações importantes dessas pessoas tinham sido conseguidas um passo à frente de considerarem a desistência. Ou seja, quando tudo parecia perdido – e a maior parte das pessoas desistia – estes indivíduos tentavam uma e duas vezes mais, e na última tentativa eram recompensados.

Isto reforça a ideia de que apenas um grau pode fazer toda a diferença. Porque se desistirmos aos 99º C, podemos estar a fazê-lo 1º C antes de atingir o resultado.

O vídeo de que vos falei mostra ainda que, em vários torneios de golfe ao longo de 25 anos, a diferença entre o vencedor e o segundo classificado foi em média menos de duas pancadas. Isso bastou para que o primeiro classificado ganhasse o dobro do segundo. O mesmo vídeo mostra também que nas corridas de 400 metros, a diferença média numa série de competições foi de menos de um segundo, sendo que o vencedor ganhou sempre mais do dobro do segundo classificado. Nas corridas de cavalos, a diferença foi inúmeras vezes um nariz.

Isto mostra-nos que a diferença entre quem ganha tudo e quem ganha muito pouco pode ser realmente muito curta.

Isto é cruel no mundo do desporto. Mas nas vendas é ainda mais cruel.

 

Nas vendas, quanto leva quem fica em segundo lugar? Zero.

A diferença entre nós e o comercial da concorrência pode ser apenas um grau, e isso será suficiente para decidir quem leva a venda. Entre grandes profissionais, muitas vendas decidem-se nos detalhes. Por isso, na área comercial, tudo conta. Um capítulo de um livro, uma boa prática por dia faz a diferença entre quem faz a venda e quem não faz. Se não estivermos a fazer investimentos na nossa atividade e desempenho comercial, simplesmente não temos hipótese.

Com a globalização, as tecnologias de informação e os programas de treino à disposição de qualquer um. Assim, estão reunidas as condições para cada um de nós crescer até onde quiser.

Qualquer pessoa tem fácil acesso a cursos, workshops, vídeos, livros, etc. Temos de estar constantemente a assimilar informação para estarmos em máxima performance na nossa competição.  Porque os comerciais de excelência são os que dão mais do que se espera deles. São os que não se contentam em ser menos do que aquilo que as suas competências lhes permitem ser.

Só assim conseguiremos alcançar a vantagem do vencedor!

Para o ajudar a ser melhor vendedor, criei uma checklist sobre as bases de um bom vendedor. Descarregue esta oferta gratuitamente aqui.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notifique-me se