MÊS DO CORRETOR IMOBILIÁRIO
MÊS DO CORRETOR IMOBILIÁRIO
Próxima Página Próxima Página

Ter uma oratória excecional não é exclusividade apenas daqueles que conseguem cativar milhares de pessoas na plateia e falar à vontade, como se estivesse entre amigos. Os vendedores sabem que essa habilidade é fundamental para cativar clientes, construir laços de confiança e fechar mais negócios, mesmo que a audiência seja composta por uma única pessoa (o que é bastante comum quando falamos em vendas).

Neste artigo, partilho 4 dicas essenciais para quem sabe que pode melhorar a oratória e também para aqueles que desejam torná-la ainda mais persuasiva. 

Fiquei muito satisfeito por saber que duas das dicas que encontrei, na pesquisa que fiz para escrever este artigo, eu já as praticava. 

Já tinha começado a colocar essas duas dicas em prática porque naturalmente percebi ao longo do meu dia a dia que elas poderiam ajudar-me numa melhor oratória e por consequência melhores resultados comerciais. Uma das dicas foi usar o gravador e a outra foi conhecer bem o serviço que vendemos. Falo da minha experiência com estas duas dicas mais à frente.

4 Dicas para ajudar a desenvolver uma oratória excecional

Se você tiver um discurso organizado, que explore bem as ideias centrais e que mostre ao cliente o quanto você acredita, de fato, no que está a vender, tudo ficará mais fácil para que passe a ideia que pretende.

Nervosismo, timidez e ansiedade são comuns, mas não podem ser entraves que se refletem no discurso. A boa notícia é que é possível deixa-los de lado ao tentar convencer alguém de que fechar com você é a melhor opção.

A solução? Prática!

Como escrito por Dale Carnegie no livro “Como falar em público e influenciar pessoas no mundo dos negócios”: “A principal causa de você ter medo de falar em público é simplesmente o fato de que você não está habituado a falar em público” .

1 Dica: Tudo começa pela apresentação

Quem trabalha com vendas sabe que estar bem apresentado, com roupas limpas e bem asseado é essencial. Mas, o que poucos sabem é que uma boa apresentação pessoal pode influenciar diretamente o cliente na hora do seu discurso.

Isso porque antes de conversar com você, o cliente vai vê-lo. E, por menos que se queira julgar, inconscientemente há a leitura visual do vendedor, que pode ser determinante em fazer o discurso ser bem aceito ou descartado logo após as primeiras frases.

Atualmente na Paulo de Vilhena Business Excelerators passo a maior parte dos meus dias a fazer vendas ao telefone e como tal o cliente não me vê. Tenho dado por isso mais importância a tudo o que está relacionado com falar ao telefone. No entanto quando a empresa tem os seus eventos, vários ao longo do ano, eu levo sempre o meu melhor fato para me apresentar na melhor forma e com a máxima confiança junto dos clientes que até ali conheciam-me apenas por telefone. 

2 Dica: Conheça o seu produto e o seu mercado

Não há oratória que sustente um discurso vazio. Estude com afinco tudo o que engloba a sua venda: diferenciais, mercado, concorrentes e você verá que, naturalmente, o seu discurso ficará mais afinado e a sua oratória mais fluida.

Quando se conhece bem o assunto sobre o qual se irá falar, um outro ponto importante é trabalhado: a organização mental. Isso quer dizer que você irá conseguir estruturar melhor as ideias que pretende passar, criar links persuasivos e não deixar que o assunto “se perca” durante a negociação.

3 Dica: Inclua “palavras-gatilho” no seu discurso

As palavras-gatilho são aquelas que têm o poder de despertar e prender a atenção. Uma das mais importantes para os vendedores muda a cada negociação: o nome do cliente.

No célebre livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas, Dale Carnegie cita um princípio importante:

Lembre-se de que o nome de um homem é para ele o som mais doce e mais importante que existe em qualquer idioma”.

Para quem deseja melhorar a oratória e, com isso, aumentar vendas, essa dica deve estar presente no discurso todos os dias.

Algumas outras palavras com alto poder de persuasão são: fácil, grátis, comprovado, garantido e imediato.

4 Dica: Grave o seu discurso

Com o auxílio do telemóvel ou de um gravador, leia frases em voz alta e grave-as para ouvir depois. Seja crítico na sua audição e perceba os pontos em que a sua voz oscila e no tempo das pausas entre as ideias. É essencial que o vendedor, ao conversar, não faça pausas longas. Elas podem ser percebidas como dúvidas ou desconhecimento.

Esta dica é a segunda que eu já usava. O facto de ter um gravador comigo dos tempos em que tocava guitarra ajudou. Então comecei a gravar os meus telefonemas para os clientes e é um exercício fenomenal que recomendo mesmo a todos os vendedores.

Ouvir o nosso próprio discurso com o cliente e depois perceber onde temos de melhorar é um exercício que nos leva a um crescimento enquanto profissionais. E você não vai querer parar de se escutar enquanto não tiver a ter uma oratória quase perfeita.

E isso é crescer!

A oratória, assim como o autocontrolo, é normalmente associado a algo natural de vendedores e líderes de sucesso. Desenvolvê-la é uma questão de prática e compromisso, sendo uma habilidade que pode ser de estudada por todos aqueles que desejam aumentar vendas e se destacar na profissão.

João Gaspar
Sales Manager na Paulo de Vilhena Business Excelerators

 

Iniciar sessão

Registar nova conta

Write A Comment