Criar uma poupança é fundamental para podermos realizar os nossos investimentos ou mesmo para eliminarmos de vez as nossas dívidas. Por isso hoje trago-lhe 3 dicas práticas para começar a sua poupança mensal.

#1 – Guarde todas as moedas de 2€

Eu normalmente aconselho que as pessoas façam pequenos jogos para conseguir poupar.

Nós precisamos de encontrar desculpas para poupar, porque o que a nossa cabeça faz normalmente é o contrário. Encontra desculpas para gastar o dinheiro!

As pessoas que me seguem sabem que eu há uns anos que tenho a brincadeira de guardar todas as moedas de dois euros que me passam pelas mãos. Comecei com a fazê-lo quando escrevia o meu livro “O Mapa da Independência Financeira“, exatamente com a ideia de encontrar motivos para poupar quando a maior parte das pessoas encontra motivos para gastar.

A minha experiência com isto e foi uma brincadeira que comecei a fazer há muitos anos, a ponto de se tornar quase uma obsessão. Eu nunca gasto uma moeda de 2 euros. E hoje posso dizer-vos que isso praticamente não tem impacto na minha vida financeira pela dimensão dessa poupança.

Em média eu poupo entre 700 a 800 euros por ano só em moedas de 2 euros. Ora, se esse valor for investido a 10% durante a sua vida profissional, ao fim de 40 anos, pode dar um montante muito significativo. Provavelmente qualquer coisa na casa do meio milhão de euros na sua reforma.

Então procure fazer alguma coisa deste género. Encontre uma desculpa para poupar.

Veja neste vídeo quanto consegui acumular nos últimos 2 anos, guardando todas as moedas de 2€ que me passaram pelas mãos!

 

#2 – Registe todas as suas despesas

Registe todo o dinheiro que gastar, seja num bilhete de autocarro, seja num café.

Quando escrevemos aquilo em que gastamos o dinheiro, inconscientemente vamo-nos tornando muito mais criteriosos, aumentando a probabilidade de sobrar alguma coisa no final do mês.

 

#3 – Não gaste dinheiro no passado

Não adquira nada que tenha de vir a pagar no futuro. Todos os montantes que recebemos mensalmente estão em grande parte alocados a pagar despesas que contraímos no passado. Ou seja,

Então não compre com cartão de crédito, não compre com dívida.

Pelo contrário tente pagar no futuro! Perceba a diferença entre gastar dinheiro no passado,  no presente e no futuro neste artigo!

 

Estas são as minhas 3 dicas.

Haverá certamente outras ideias boas, mas estas são provavelmente as minhas três melhores ideias para começar a criar um excedente mensal.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notifique-me se